ATL Girls

Coisa de Antônia: As curvas do meu corpo

em
2 de julho de 2015

O Antônia no Divã  vira “Coisa de Antônia” toda quinta-feira, colocando o seu querido divã  dentro da casa da Rede Atlântida, no papo-calcinha do ATL Girls.

É coisa de mulherzinha só que com pimenta. Não tava sabendo? Corre lá bonita, é só clicar no botão ATL Girls!

antonia + atl 5

Fica a dica:  só consegue ler o post desta semana quem for linda, gostosa e poderosa. 😉

 

Palavras-Chave
SESSÕES RELACIONADAS
14 Comments
  1. Responder

    vivian

    5 de julho de 2015

    Como sempre adoro seus texto, mas os gifs irritam mesmo!rs bjs

    • Responder

      Antônia no Divã

      9 de julho de 2015

      Não me deixa, Vivian! Com ou sem gifs!

  2. Responder

    Evandro

    2 de julho de 2015

    Curvas?
    São todas as regiões onde se passa com uma “tensão” muito grande, tomando cuidado para não derrapar.
    Todo o trajeto a ser percorrido, deve ser feito com muita atenção, se preparando para chegar na próxima curva.
    Toda curva nos trás uma visão nova, um novo caminho a descobrir. Um lugar a ser explorado.
    Imagina essa ótima sensação, do quanto é gostoso quando vemos uma nova e bela imagem e queremos apreciar, viajar, tocar, sentir, até beijar o que se aproxima!!!!!
    Aí você beija, acaricia, se eleva, levando o ambiente uma outra dimensão.
    Ops! Estou falando de uma imagem. Voltemos.
    Mais uma bela imagem e chega outra curva. E nos mostra novas imagens…….
    Todo o percurso, desse caminho que nos leva de uma região tão longínqua a outra tão distante, que é percorrida com tanto prazer e tesão, faz com que qualquer limite de velocidade (trafegar no acostamento e curtir a curva inteira) nem de longe se pareça com um sacrifício de uma viagem sem interesse, mas sim, uma emocionante, maravilhosa, sem igual viajem, pelo qual nunca queremos deixar de percorrer.
    Curvas?
    – Fazem parte do trajeto e embelezam o ambiente. À luz do dia é onde se curte cada momento da vista.
    Natural. Sempre ao natural. Como se desnuda na estrada, trazendo o prazer da viajem. De curtir cada momento percorrido, cada quilômetro.
    – Alcançado o ponto final, sempre deve haver o retorno.
    E a cada viagem, aparece uma imagem mais bela que a anterior, fazendo com que momentos de prazer de percorrer aquelas estradas sejam sempre renovados.
    – Agora, imagine se estivesse falando do corpo de “uma determinada” mulher!?!?! Seria o máximo.
    – Beijos.

    • Responder

      Antônia no Divã

      9 de julho de 2015

      Evandro, Evandro. Ou tu tá querendo um divã pra ti ou tu estás tentando me seduzir. 😉 hahaha. beijocas

  3. Responder

    Ana Teté

    2 de julho de 2015

    Ahhh sempre Antônia!!! ahahah bravooo e quem nunca hã? O importante é “superar” e encarar que as curvas nossas de cada dia serão sempre bem vindas, afinal a elas estão atrelados momentos de muita alegria, ou seria prazer? ihihih…
    Bjoos querida.

    • Responder

      Antônia no Divã

      2 de julho de 2015

      Menos neura e mais prazer, por favor! heheh. beijos gata!

  4. Responder

    SUSAN LUCH

    2 de julho de 2015

    AMEI…….

    • Responder

      Antônia no Divã

      2 de julho de 2015

      <3

  5. Responder

    Bel

    2 de julho de 2015

    Oi Antônia, tudo bem?
    Muito legal que vc tenha esse espaço no ATL Girls, parabéns! Li o texto lá, pelo link que vc colocou no Facebook, e gostei demais… 🙂
    No entanto, algo me incomodou bastante: os Gifs (muitos deles!!) intercalando os parágrafos. Sabe o que eu acho que acontece? Os seus textos, que em grande parte nos convidam a reflexões e autoreflexões, definitivamente não combinam com esse monte de gente e/ou coisas se movimentando enquanto a gente lê. Os seus textos meio que exigem uma ambientação mais tranquila e silenciosa, eu acho (como uma sala de análise…).
    Não tenho nada contra Gifs e alguns deles são realmente engraçados, mas no caso, no meio de texto seu, eles atrapalham e incomodam.
    Sei lá… se vc tiver alguma ingerência sobre o espaço do site, talvez fosse o caso de rever esse lance dos Gifs. Eu, enquanto leitora, super agradeceria!
    beijos e keep writing… 😉

    • Responder

      Evandro

      2 de julho de 2015

      Sabe o que eu faço Bel? Eu assinalo o texto todo com o mouse junto com as imagens e aperto ctrl+c, vou no notepad ou outro editor de textos simples e aperto ctrl+v.
      Pronto. Leio sem as imagens atrapalhando. Pois pra mim. é realmente um mantra a leitura do texto da Antônia.
      Antônia, sinto muito se isso pra você é necessário, mas é melhor assim, sem tudo isso. Beijo.
      Yes, keep writing…

      • Responder

        Bel

        3 de julho de 2015

        Oi Evandro, tudo bem? Obrigada pela dica! 🙂
        Sim, acho que o adorável combo “ctrl+c / ctrl+v” é uma excelente solução para o problema. Não pensei na hora mas farei isso das próximas vezes, caso os gifs permaneçam. beijo e bom dia!

    • Responder

      Antônia no Divã

      2 de julho de 2015

      Adoro que esse espaço não me pertence mais. 🙂 O divã não é meu, ele é nosso! Belzinha e Evandro, enviei os comentários de vocês aos redatores chefes do espaço. Veremos como eles avaliam, ok? Com gifs ou sem gifs não me deixem tá? beijos e keep writing me!

      • Responder

        Bel

        3 de julho de 2015

        Oioi! Puxa, legal que vc enviou nossas apreciações aos redatores do espaço. Torcer para que seja sensíveis às “demandas” dos leitores, ainda que sejamos apenas DOIS! 😉
        E não se preocupe, com ou sem gifs, estarei por aqui… 🙂
        beijo!

        • Responder

          Antônia no Divã

          9 de julho de 2015

          ufa! achei que ia sofrer uma gifoexclusão! 😛

DEIXE UM COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Aline Mazzocchi
No divã e pelo mundo

De batismo, sim, Aline. Mas eu precisei do codinome Antônia - do latim "de valor inestimável" - para dividir minhas sessões públicas de escrita-terapia. O que divido aqui é o melhor e o pior de mim, tudo que aprendi no divã e botando o pé na estrada. Não para que dizer como você deve ver a vida. Mas para que essa eterna busca pelo auto-conhecimento, não seja uma jornada solitária, ainda que pessoal e intransferível. Então fique a vontade pra dividir o divã e algumas boas histórias comigo. contato@antonianodiva.com.br

SESSÕES NO SEU E-MAIL
PESQUISE AQUI