Browsing Category

Suspiros

Quando o coração bate mais forte


LER SESSÃO

View more
Suspiros

Vá tomar banho

em
19 de maio de 2015

Não sei o que acontece. Qual o poder mágico das gotículas de água nos seus ombros.  Sei que banho foi resignificado desde o dia que você entrou no meu box. Banho sabe? Aquela coisa cotidiana, básica e quase que automática que eu faço a minha vida inteira. A ideia…


LER SESSÃO

View more
Suspiros

Intolerante a borboletas

em
12 de maio de 2015

Sabe aquele momento que você se dá conta que começou a gostar de alguém novo e sua barriga se enche de borboletas? Aquela sensação de não pertencer completamente a você mesmo? De tremelicar quando o telefone toca? Ou ter uma mini-taquicardia com o interfone? Sabe aquela fase de se pegar…


LER SESSÃO

View more
Suspiros

Dar, ou não dar, eis a questão.

em
14 de abril de 2015

“Dá logo, Antônia!”, “Tá com vergonha do que?!”, “E só tirar se você não gostar.” “Vai deixar ele ali pedindo? Dá logo pra ele!”. 1993. 4ª série. Recreio da escola. Era a primeira vez que eu encarava a pergunta que ia me assombrar para o resto da vida “dar…


LER SESSÃO

View more
Crônicas Suspiros

5 minutinhos

em
6 de janeiro de 2015

É de manhã que você me ganha.

Logo eu que eu odeio as manhãs.

Mas é ali, naquela bagunça matinal que você me ganha.

Não é a noite, quando estou toda montada e glamurosa pra te encontrar. Não. É quando o meu olho ainda está borrado, e você procura meu rosto entre…


LER SESSÃO

View more
Suspiros

O pacto

em
16 de dezembro de 2014

 

Algumas histórias a gente não conta. Fica com medo de verbaliza-las porque uma vez materializadas, algo pode acontecer. A nossa história eu escondi debaixo de sete chaves. Tinha medo que se a soltasse ao vento ela iria embora pra nunca mais voltar.  Tinha medo que nos ouvidos dos outros…


LER SESSÃO

View more
Crônicas Suspiros

As curvas do meu corpo

em
25 de novembro de 2014

Quanto eu tinha uns 5 anos, eu era uma doce bonequinha que chamava atenção. Lembro-me das pessoas dando parabéns para a minha mãe por ela ter feito uma menina linda . A minha mãe então sorria orgulhosa. Lembro também que com o passar do tempo, aquilo foi tomando conta de mim,…


LER SESSÃO

View more
Suspiros

Prezado amor platônico

em
17 de novembro de 2014

Eu sempre me considerei uma pessoa sortuda no amor. O meu cupido sempre flechou de volta quem havia me flechado.  Por conta disso, eu nunca entendi o conceito de amor platônico. Nunca. Um amor, que segundo a concepção do filósofo Platão, é puro e desprovido de interesse. Focado na…

Aline Mazzocchi
No divã e pelo mundo

De batismo, sim, Aline. Mas eu precisei do codinome Antônia - do latim "de valor inestimável" - para dividir minhas sessões públicas de escrita-terapia. O que divido aqui é o melhor e o pior de mim, tudo que aprendi no divã e botando o pé na estrada. Não para que dizer como você deve ver a vida. Mas para que essa eterna busca pelo auto-conhecimento, não seja uma jornada solitária, ainda que pessoal e intransferível. Então fique a vontade pra dividir o divã e algumas boas histórias comigo. contato@antonianodiva.com.br

SESSÕES NO SEU E-MAIL
PESQUISE AQUI