A mudança

Era o terceiro andar, escada abaixo. A cada degrau o sofá pesava mais nos meus braços. “Segura ele pra cima!” – minha mãe orientava. “Não consigo mais!” desabafei enquanto largava o peso morto, apoiando-o sobre o corrimão. Aquele conforto de couro, que já havia acolhido o meu cansaço tantas vezes, agora me fazia suar em meio Leia mais… »

O verão é dos solteiros

Desculpem-me os casados. Vocês tem o inverno todinho pra vocês, com viagens delícia para a serra, cobertores de orelha e alguém para esquentar seus pés. Longas horas embaixo das cobertas deflorando o Netflix ou seus próprios corpos – pouco importa o frio que faz lá fora quando o calor está garantido. Enquanto nós, solteiros, padecemos na Leia mais… »

A garota antes alegre

“Ela vem?” – “Sim, com toda alegria”; Ora pois, não há sexta-feira sem sua euforia. Do seu lado tem riso, piada e graça; Gostam dela com praia, boteco e cachaça. ♥ Ela é rainha da parceria; Companhia pra dor e também pra alegria; Se precisar de ajuda, seu nome é só chamar; Nunca disse “não” Leia mais… »

Coisa de Antônia: Intolerante à borboletas

No Coisa de Antônia de hoje no ATL Girls da Rede Atlântida,  vamos revisitar o pior sintoma da primavera… as borboletas. E aí, você tem estômago pra isso? Clique na borboleta e decida:    

Coisa de Antônia: Broderagem! Contra o mimimi sobre amizade entre homens e mulheres.

No Coisa de Antônia no ATL Girls da Rede Atlântida de hoje, uma discussão antiga sobre a capacidade de manter uma amizade entre Luluzinhas e Bolinhas. Vai lá e opina sobre broderagem!

Felicidade silenciosa

“Felicidade é discreta, silenciosa e frágil, como a bolha de sabão.  Vai-se muito rápido, mas sempre se podem assoprar outras.”  Rubem Alves   Certa vez viajei para um paraíso na costa da Austrália, e após alguns dias sem dar notícias, uma amiga me escreveu preocupada: “E aí, Antônia, não está gostando da viagem?” – não Leia mais… »

Não me leve a mal, me leve a praia

Tem sempre um pedaço da estrada que ainda não tá bom, uma ponte que não está pronta, e o trânsito maluco para tolerar. As malas vão apertadas no porta-malas, dividindo espaço com a expectativa. Muita expectativa. Pranchas se engarrafam pela estrada antes mesmo de se engarrafarem no outside. A gasolina está um absurdo, a pousada está cara, e Leia mais… »

Ninguém é de ninguém

“Eu não tenho mais nenhum sonho em cima de você” Essa frase foi proferida pelo meu pai, quando discordávamos de alguns planos de futuro. Eu, a pseudo-herdeira, sabia que ele só estava brabo comigo e tentando com aquilo nos manter juntos através da amarra da decepção dele. Óbvio que ouvir isso de alguém, alguém que Leia mais… »

Você é meu Julian Wilson

Na semana que se celebra o dia do amigo, que cena fala mais sobre amizade do que o ataque de um tubarão ao Mick Fanning? Enquanto um acelerava as braçadas na direção de uma monstruosa barbatana e uma boca com incontáveis dentes, o outro mandava o amigo se afastar antes mesmo de estar salvo do Leia mais… »

Passagem de ida pra Terra do Nunca

Dou-me conta de que eu sou adulta, na mesma proporção do tempo que fico exposta a crianças. Algumas horas com meus irmãos mais novos são inofensivas. Brincamos juntos e tudo é muito natural. Basta um final de semana inteiro passar, que me pego freneticamente corrigindo os dois a cada 5 minutos. “Vamos juntar esses brinquedos”. “Larga Leia mais… »