Na hora da morte

Confesso que quis escrever este texto desde o velório do meu irmão, no ano passado. Na época, eu estava amarga, e provavelmente a minha língua felina tiraria o melhor de mim, então eu decidi esperar. Depois de toda a experiência bizarra de ter de enterrar a pessoa que eu mais amei na vida, eu quis Leia mais… »