Uma carta de amor… próprio

Oi lindona. Eu queria começar essa carta dizendo que você é o amor da minha vida. E que não existe pessoa mais importante no seu mundo do que você. Eu sei, parece um tanto egoísta dizer que você é a pessoa mais importante do próprio mundo, mas é. E a gente esquece que é e deveria ser. Sem você, seu amor próprio e seu coração grandão, não seria possível praticar o amor por outras pessoas. Então hoje, dia do teu aniversário, a sua estréia nesta louca jornada chamada vida, eu vim aqui te dedicar algumas palavras.

Obrigada por você nunca desistir de você mesma. Há de se ter coragem para encarar os tropeços da caminhada, levantar de joelhos ralados, e ainda ter ternura pelo aprendizado. Foram as tuas dores que te tornaram mais forte, ainda que por vezes, você duvidasse da tua capacidade de se reinventar. Parabéns por acreditares em ti, mesmo duvidando. Seguir em frente mesmo que com medo. Às vezes a gente não se dá o devido respeito pelas nossas vitórias e superações. Então eu estou aqui hoje, lembrando-te a ti mesma que você arrasa, mesmo sendo uma eterna aprendiz.

Que bom que você vê alegria acima de todas as coisas. Sabe, o teu irmão sempre disse que esse era o teu lado mais bonito. E de lá do céu, eu tenho certeza que ele se orgulha desta tua determinação e compromisso com a felicidade. A gente sabe que nem sempre foi ou é fácil. Tem dias que a vontade é de ficar em posição fetal, apagar as luzes e torcer para o tempo passar e levar com ele nossas pequenas-grandes tragédias. Mas é por você, e só por você, que tu te levantas da cama, e enfrenta o novo dia com esse otimismo inabalável de uma filha do sol de Aquário.

Parabéns por finalmente aprender a cuidar do teu coração e exigir tudo que tu tens direito, e nem uma atenção a menos. Nem uma importância deixada pra trás. Você demorou tempo para amar essa mulher que tu te transformaste e que está disposta a melhorar sempre. E se quem estiver do teu lado não enxergar-te, talvez a posição não seja ao lado, e sim pra trás. Não tem problema de deixar certas coisas no passado. Ora, tu exiges tanto da tua família e dos teus amigos, para terem esses lugares importantes, não seria com o amor que você seria leviana, não é mesmo? E obrigada por continuar a olhar para o amor com otimismo, não se amargando para novas chances e fortalecendo a premissa esperançosa de que o que te espera será sempre digno e grandioso.

Que alegria te ver te ocupando do equilíbrio. De aprender a deslocar teu ego um pouco pra direita, e por vezes dividir teu protagonismo, ou mesmo ficar sem os aplausos. Ninguém gosta de gente egocêntrica. (Hoje pode, viu meu bem, hoje o dia é todo teu.) Mas na maioria das vezes, que bom que você vê o lado exaustivo do holofote, e que encontraste tanta beleza também na introspecção. Saúdo-te por ter escolhido o divã como tua forma de cura. Deus sabe como tem soluções mais fáceis para as mazelas da cuca e que a ansiedade nunca, nunca dorme. Eu sei que é solitário fazer as coisas de um jeito diferente dos teus próximos. Mas você sabe o sabor e a leveza de ser dona da própria história. Você não faria diferente mesmo se tivesse outra chance.

Celebre sempre teus amigos. Tu segues sendo uma pessoa rodeada de gente linda. Que literalmente dá o sangue por ti. Agradece sempre a tua família e todos os seus agregados. Lembra que tu tens o gênio e a bondade do teu pai, e dedique tolerância quando lhe faltar tato. Acredita que tu tens a dedicação e simpatia da tua mãe. Dá a ela uma folga, quando ela também estiver aprendendo. Que tua vida continue completa a cada semelhança e diferença que tu divides com os 3 maravilhosos garotos cuja relação se diz “irmãos”, mas que tu ama como filhos, amigos, ama como a ti mesma.

Trabalha garota. Trabalha por ti. Tu nunca vais te arrepender de dedicar tempo para as coisas que tu acredita, eu te garanto. Estuda. Investe no Italiano. Nas artes. Para de ter vergonha de não ser boa nas coisas que estás aprendendo, isso faz parte do processo. Segue feminista, porque tu já decidiu que não tem outro jeito de tu ser mulher. Seja livre. Abra as tuas asas e voe alto e longe. Usa tua voz sempre. Por ti e por toda injustiça que houver e que puderes. Segue pedindo ajuda, pois me enche o coração ver que finalmente aprendeu a fazê-lo. Tu só precisa te perdoar mais, o resto, eu prometo, a gente dá um jeito. Fica putassa sim quando estiver decepcionada. Isso sempre foi prova daquilo com o que tu te importas. E aprenda a se acalmar quando estiveres putassa. Ajude as pessoas, tu és boa nisso, e sabe o quanto te faz bem essa coisa linda chamada altruísmo. Por falar em palavras bonitas, reciprocidade hein, bonitona. Nada de desperdiçar energia nas missões e pessoas que não agregam ou que fazem questão de te ter por perto. Tu tens uma vida linda pela frente, vamos aproveitar ao máximo com tudo que vale a pena e com todos que a ti se dedicam.

Comemora teu aniversário do jeito que tu adora. Com discurso de amor, pessoas de amor e essa positividade que te move, e por vezes e sem querer, até inspira uns e outros por aí. Amor próprio é coisa mais linda, meu bem. E essa carta é pra te lembrar de que eu te amo. E isso é tudo que realmente importa.

Seja o nome da autora Antônia, Aline, Mazzocchi, Lili, Piku, Neguinha, isso não importa. A tua história vem sendo escrita pra seres feliz. Não sossega e nem aceita nada menos que isso. Feliz aniversário.

Com amor, de mim pra mim mesma.

Fim da sessão.


Dicas para o novo ano da aniversariante: segue colando-te na determinação dos outros pra se exercitar, larga do cigarro, bebe água, goza muito e por Nossa Senhora das Letras, escreve a caralha do teu livro. Beijo grande.

Dica para leitorxs: Escrevam essa carta para vocês mesmxs. É muito bom e vocês merecem.

Sugestão de Presente: Sabendo que eu sou uma pessoa muito afortunada, gostaria de pedir de presente uma doação de sangue para cada pessoa que tem algum carinho por mim ou que simplesmente gosta do blog, doação a ser realizada em qualquer lugar do mundo até dia 15/03. É só me mandar a foto para que eu compartilhe meus presentes nas redes do Antônia no Divã, e a gente espalhe essa boa vibração que é estar vivo, perseverar e transcender amor ao próximo.

5 Replies to “Uma carta de amor… próprio”

  1. Aline. Como sempre vc arrasa, nos emociona e empolga. Que bom que vc decidiu dividir teu tua inspiração força e luz com a gente.
    Vc é a dona da porta toda. Sempre te achei foda, desde pequeninha.
    Fico muito feliz em ver que nada neste mundo te abate ou limita.
    Siga esse plano de luz e amor.
    Estamos todas com vc e vibrando muitas coisas boas a vc.
    Felicidades e vida de luz. Um abraço bem apertado.

  2. Ahhhh, que texto maravilhoso!!
    Feliz Aniversário, sua lindona!!
    Que seja dia seja super, duper, hiper, mega especial!!!
    Chuva de bênçãos em sua vida
    e que essa nova idade seja marcada com MUITA coisa boa.
    <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.