Mãe: coisa de Deus ou de Darwin?

Talvez tivesse que ser assim. Talvez a nossa humanidade tivesse mesmo que nascer dentro de outro ser humano para garantir que pelo menos uma pessoa no mundo, ia amar a gente de qualquer forma. Acima dos peitos vertendo leite e mamilos doloridos. Acima das fraldas. Isso sem contar a pá de decepções que, vez que Leia mais… »