O muro e eu

Quando decidi fazer as malas e viver no velho mundo, o que sempre me atraiu foi a história. Eu queria andar nas ruas onde se passaram revoluções, respirar ares de onde fatos marcantes aconteceram. Eu sabia que para tal, não bastava apenas vagar por arruelas importantes, devia reconhecê-las. Entendê-las. Estudá-las. Assim, quando finalmente decidi retornar ao Leia mais… »

Na sarjeta

Em novembro do ano passado houve o maior rebuliço porque a diva Letícia Sabatella, depois de uma noitada com os amigos, rolou no chão de tanto rir em alguma sarjeta de Brasília. A mídia massivamente criticou o comportamento “indigno” da atriz. Ela, por sua vez, tirou de letra o “mimimi” rebatendo categoricamente com a frase Leia mais… »

Dar, ou não dar, eis a questão.

“Dá logo, Antônia!”, “Tá com vergonha do que?!”, “E só tirar se você não gostar.” “Vai deixar ele ali pedindo? Dá logo pra ele!”. 1993. 4ª série. Recreio da escola. Era a primeira vez que eu encarava a pergunta que ia me assombrar para o resto da vida “dar ou não dar pra ele”. Ele, Leia mais… »

Gata borralheira

Sabe aqueles caras que quando olham pra você, você instintivamente olha pra trás pra ter certeza que não foi pra você? Confere que não é alguém de atras porque em realidade nenhuma ele, aquele ser de beleza suprema olharia para alguém tão comum quanto você? Pois foi exatamente assim que eu conheci o Henrique. Num Leia mais… »